Rua Sorocaba 800, CEP 22271-100, Botafogo, Rio de Janeiro, Brasil.

sexta-feira, 31 de março de 2017

Grupo de Estudos C. G. Jung e Nise da Silveira

- Leitura e reflexões -
  O Grupo C. G. Jung  - 5 e 19 - abril. 
3 de maio. No dia 17 iniciaremos
 GATOS, a emoção de lidar
31 de maio - 14 e 28 de junho de 2017
neste momento lemos
Imagens do Inconsciente
Continuação obra de Nise da Silveira
O Tema Mítico da União de Opostos
O Tema Mítico do Deus Sol
Às quartas-feiras de 15 em 15 dias - das 19h às 20h30.
Local: CASA DAS PALMEIRAS
Rua Sorocaba, 800 – Botafogo.
Inf.: Tel. 2266-6465 (inf.: das 13h às 17h) / 2242-9341
O GRUPO DE ESTUDOS É GRATUITO 
Obra de Nise da Silveira Ed. Vozes - temos este livro R$ 100,00
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quarta-feira, 29 de março de 2017

Processo criativo – Casa das Palmeiras – breve olhar

A criatividade na Casa das Palmeiras se mantém viva. Este é o seu propósito, traçado por Nise da Silveira, com a emoção de lidar cotidiana, e assim tem sido em sua longa caminhada.
Pequeno Território Livre oferecendo oportunidades à expressão da criatividade, ao processo criador de cada pessoa, em especial.
Oportunidades de expressão são oferecidas aos frequentadores assíduos da Casa, outros que passam por curto tempo, e, de rico proveito, como aprendizagem, aos estagiários e voluntários que acompanham os clientes, quando necessário.
Chega-se a Casa, interage-se com seus pares em comprimento amável ou num silêncio bem pessoal. A tônica é sentir-se em casa, num local de pertencimento, pessoal. Um espaço de acolhimento e prazer afetivo pelo convívio humano. Ao sentir-se á vontade cada um produz o que as emoções solicitam ou são estimuladas com espontaneidade.
O carro chefe é o desenho, pintura e modelagem. Muitas outras atividades expressivas são oferecidas. Mas as atividades plásticas, sem dúvida, sempre falam mais que palavras. As imagens que surgem do inconsciente são o histórico mais contundente de uma pessoa. 


Segunda feira, dia 27 de março, estamos em 2017, um amigo frequentador da Casa chega, senta-se quieto, fuma um cigarro. Por um simples estímulo ao ateliê para desenhar demonstra interesse de imediato para produzir. Concentra-se em clara tensão emocional, num mergulho sôfrego diante do papel branco sobre a mesa, de pé, com traços fortes com pastel oleoso realiza sua obra e termina com sensação de prazer.


Revelações se fazem espontâneas. Apenas registram-se alguns momentos. A sequência do trabalho é de especial importância. Fala a sua história, sua natureza sensível, seu estilo no processo criador.
Dra. Nise da Silveira teve como mestre maior C. G. Jung por sua atenção plena ao mundo das imagens. Com este mestre suíço que Nise bebeu, na fonte, as referências para seu trabalho científico, as riquezas do universo imagístico como revelação dos processos internos. 
      NISE : “Nosso enorme acervo de nada servirá, será coisa morta, se não for estudado. Cabe a vocês esta tarefa, que exige ter diante de si muitos anos pela frente. Cuidar, de fender este patrimônio. Estudar, desenvolver nossos atuais métodos de pesquisa, tornando-os mais sistematizados e precisos, acompanhando sempre o desenvolvimento da Ciência, que não para nunca. Vocês não perderão seu tempo. Estas imagens surgidas do inconsciente, do mundo primordial, têm muitas coisas a revelar sobre dinamismos da vida psíquica e sobre os mistérios da atividade criadora”.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

terça-feira, 14 de março de 2017

Cine Clube - Caso Adelina

Cine Clube da Casa das Palmeiras
Imagens do Inconsciente
- No Reino das Mães - Adelina -
- filme de Leon Rirszman - 55'
Sábado, dia 18 de março às 16h - seguido de debate.
Local: Casa das Palmeiras
Rua Sorocaba, 800 – Botafogo.
Colaboração R$ 10,00 [para a Casa].
Inscrição no local, no dia do filme
Imperdível !
Dra. Nise oferece com doçura flores para Adelina numa Festa da Primavera.
 -------
Adelina Gomes, de origem simples, filha de camponeses, foi jovem retraída, tímida, desde criança. Primeiro interesse de namoro aos 18, quando se apaixonou por um jovem que a mãe não aceitou. Submissa se retraiu e um dia de repente estrangulou a gata que gostava tanto. Foi internada. Depois de um tempo passou a frequentar o setor de Terapêutica Ocupacional no Hospital do Engenho de Dentro onde pode se expressar com modelagem, desenho, pintura e mesmo confecções de flores artesanais para as festas de primavera. Com as atividades expressivas passou a ter uma boa relação com o mundo externo, e, prazer em ver suas produções.
Imagens da acervo - Museu de Imagens do Inconsciente.

domingo, 5 de março de 2017

Casa das Palmeiras - vive de doações - agradece com amor !

- Espaço para ser mais conhecido e amado -
 ****
O que é a Casa das Palmeiras?
“A Casa das Palmeiras é um pequeno território livre”.  
Nise da Silveira
Casa de convívio afetivo, emoção de lidar -
Criatividade, pesquisa e ciência. 

Atividades plásticas - produções espontâneas 

           A Casa das Palmeiras é uma Associação Civil. Instituição de reabilitação com Terapêutica Ocupacional, Emoção de Lidar, em regime aberto. Idealizada por Nise da Silveira, fundada por ela com a colaboração da psiquiatra Maria Stela Braga, uma assistente social, uma educadora e da artista plástica Belah Paes Leme em 23 de dezembro de 1956.

         A Casa não segue padrões convencionais de reabilitação psiquiátrica. É um pequeno território de relações humanas, de convívio afetivo, de criatividade, de pesquisa e ciência, onde os clientes têm a oportunidade de, espontaneamente, realizarem seus trabalhos expressivos lhes facilitando a entrada em contato com a vida.
        A Casa das Palmeiras sobrevive de doações dos Familiares, Sócios, Padrinhos e Madrinhas, e, generosidade de Amigos/as.
        Método inspirado na prática Terapêutica Ocupacional a partir da observação com os próprios clientes e enriquecidos com a Psicologia Analítica de C. G. Jung.
          “Quando existe um alto grau de crispação do consciente, muitas vezes somente as mãos são capazes de fantasia. Elas modelam ou desenham figuras que são muitas vezes completamente estranhas ao inconsciente.” C.G.Jung, cw13, 17.
         Nise da Silveira foi pioneira na aplicação das atividades plásticas como método terapêutico, efetivo, tendo o desenho, a pintura e a modelagem como “carros chefes” no tratamento aos clientes em grave estado psíquico e afetivo.
          Outras atividades expressivas: xilogravura, Artes aplicadas (bordado, crochê, tricô, tapeçaria, bijuteria, costura, tear), jardinagem, arranjo floral, encadernação, música, dança, poesia, expressão corporal, contos de fada, teatro, lanche, passeio, cinema, clube Caralâmpia, grupo cultural, jornal, festas e outras criações afins. 
           Palavras de Nise da Silveira:
          “A pesquisa e o estudo a partir das vertentes imagísticas estão apenas começando. Somente o ponto do iceberg despertou. A partir do século XXI, os interessados neste assunto devem se dedicar intensamente, pois, das imagens surgirão não só revelações sobre o corpo psicológico e físico, como descobertas das potencialidades mentais dos seres humanos. As descobertas futuras sobre o inconsciente revolucionarão a história da raça humana.”
          Visitem esta Casa de afeto e acolhimento // Contas na Secretaria
          Rua Sorocaba 800 - 22271-110, Botafogo, Rio de Janeiro.
          Tel. (21) 2266-6465 (inf.: segunda à sexta-feira - 13h30 ás 17)     

Doações são bem vindas – qualquer quantia // Clientes e todos agradecem.
Casa das Palmeiras
CNPJ – 33.808.486/0001-48
Banco Itaú – Agência 9161 // Nº 09906-5
------------------------------------